Funerais em Lopit

Choro, dança, bebida, comunhão e dramatização.

Com lanças espantam os espíritos, cercando-se de proteção para que a morte não venha a busca daqueles que ainda vivem. Garantir uma passagem segura, sem que haja retaliação de ancestrais ou espíritos.

O rito fúnebre Lopit é uma dramatização do que entendem sobre a vida.

A causa da morte não pode ser explicada em termos de doença ou fatalidade. Não que isso resida na ignorância. Não estão interessados exatamente em como morreu, mas que circunstâncias cercam a ocorrência. Mais do que as causas físicas, há um mundo espiritual por trás, ou até melhor, emaranhado em tudo o que fazem e em tudo o que acontece. A morte é causa de maldição.

Não chorar a morte comparecendo ao ritual, que dura alguns dias, é pedir para revelar seu possível envolvimento na causa. Talvez por isso este é o momento onde a comunidade estará realmente reunida.

O corpo deve ser enterrado à porta da casa. Há uma posição específica e uma forma específica de fazê-lo. Todas as regras são importantes para que nenhum espírito se zangue. Também uma maneira segura de se manter as tradições.

Os tambores, que em dias normais ficam dentro de uma ‘oca’ sagrada, são afinados. As flautas, feitas de cabaça, são trazidas. O ritmo determinará o momento a ser encenado, cantado. As mulheres dançarão em forma circular, lideradas pelas que tocam os sinos à frente do grupo.

Depois virão os momentos para os jovens e os homens, geralmente caminhando para a noite.

A comoção precisa ser demonstrada. Ao chegar no recinto onde todos se reúnem o choro deve ser ouvido. As mãos são jogadas ao ar ou à cabeça. Alguém da comunidade virá ao seu encontro, direcionando a um lugar para sentar.

Durante a cerimônia, solo será jogado e esfregado na cabeça.

O momento é também o convite à refeição. A família do falecido deve prover comida durante os dias em que a comunidade está envolvida com o funeral. A bebida deve ser farta. Geralmente uma vaca é morta para prover alimento, embora possa não estar nos funerais das famílias mais pobres. Em comunidades e períodos onde a fome ameaça tanto quanto os espíritos, funerais são uma maneira segura de se alimentar e, como resultado, garantir o prestígio da família, já que contará com um número grande de presentes.

 

A seguir algumas fotos que foram atualizadas na galeria Funeral Rite/Otware.